Pesquisa na Internet

23 Março 2015

Há quem diga que a maior função do ensino nos dias de hoje é preparar o aluno para saber buscar a informação de que necessita. Certamente, as pesquisas são cada vez mais importantes para o aprendizado e a Internet está se tornando uma das fontes mais ricas de consulta. Mas não é toda pesquisa que tem valor educacional. Tudo depende de como ela é feita. Para que as suas pesquisas na grande rede sejam produtivas, reflita sobre os comentários a seguir.

 

Surfando na Internet

A facilidade de ir rapidamente de um link a outro é uma das maiores qualidades da Internet, mas pode se tornar um grande problema. Veja se uma história parecida com esta já aconteceu com você: um aluno começou pesquisando sobre a extinção dos dinossauros e terminou numa página para colecionadores de cartões telefônicos. É ótimo ir rapidamente de uma página a outra, mas você tem de se disciplinar se quiser alcançar algum resultado. Senão, vai saber de quase tudo um pouco e quase tudo mal. Ao começar uma pesquisa, fixe-se no seu objetivo e não se deixe seduzir pelas centenas de links legais dos sites.

Qualidade das Informações

A Internet permite que qualquer pessoa com um pouco de preparo publique informações na rede. Isso é ótimo, pois democratiza a divulgação de idéias. O lado ruim é que o internauta fica com a tarefa de selecionar a informação de qualidade e separar o que merece crédito do que é apenas um palpite de amador. Quando fizer pesquisas na Internet, procure se informar sobre quem mantém o site. A pessoa ou instituição que publicou a informação conhece o assunto? É uma fonte confiável? Infelizmente, ainda existe entre os internautas a idéia de que, pelo simples fato de estar publicada na Internet, a informação merece todo o crédito.

Informação de Qualidade e Poluição Informativa

Nem tudo que está na Internet merece nossa atenção. O problema é que as informações de qualidade aparecem misturadas com as descartáveis. Esse é um dos desafios do estudante de hoje. Se no passado havia dificuldade em obter as informações, o problema agora é selecionar as de qualidade. Seja bastante seletivo ao navegar na grande rede. Prefira endereços recomendados por quem conhece bem o assunto. Troque informações com seus conhecidos sobre os melhores sites. Não se esqueça de adicionar à lista de favoritos os endereços que mais chamaram sua atenção. Se você não fizer isso, talvez nunca mais consiga encontrar o endereço novamente.

Crédito: uma questão ética.

Ao usar sites da Internet nas suas pesquisas lembre-se de que eles são frutos do trabalho de outras pessoas, que consumiram tempo e criatividade para desenvolvê-los. A maioria dos sites permite o uso do seu conteúdo em trabalhos individuais, desde que se cite a fonte. Isso vale para textos, imagens, programas, arquivos de áudio e de vídeo. Respeite o autor do trabalho, pois você mesmo pode ter trabalhos divulgados na rede e não vai querer que outros os copiem sem ao menos dizer que foi você quem os fez.

Referência:

Portal Aprende Brasil. Estudar e pesquisar. Disponível em: <ht

tp://aprendebrasil.com.br/estudar_pesquisar/pesquisas.asp> Acesso em 5 de janeiro de 2104.

Os professores podem ajudar os alunos incentivando-os

Professores precisam ensinar aos alunos a saber perguntar, a enfocar questões importantes, a ter critérios na escolha de sites, a comparar textos com visões diferentes. Os professores podem focar mais a pesquisa do que dar respostas prontas.

Podem propor temas interessantes e caminhar dos níveis mais simples de investigação para os mais complexos; das páginas mais coloridas e estimulantes para as mais abstratas; dos vídeos e narrativas impactantes para os contextos mais abrangentes e assim ajudar a desenvolver um pensamento arborescente, com rupturas sucessivas e uma reorganização semântica contínua.

É importante que alunos e professores levantem as principais questões relacionadas com a pesquisa: Qual é o objetivo da pesquisa e o nível de profundidade da pesquisa desejado? Quais são as “fontes confiáveis” para obter as informações? Como apresentar as informações pesquisadas e indicar as fontes de pesquisa nas referênci as bibliográficas? Como avaliar se a pesquisa foi realmente feita ou apenas copiada?

Umas das formas de analisar a credibilidade do conteúdo da sua pesquisa é verificar se ele está dentro de um portal educacional, no endereço de uma universidade, revista especializada ou em qualquer outro espaço acadêmico reconhecido. Também é importante verificar de quem é a autoria do artigo ou da reportagem ou a credibilidade do veículo de divulgação.

Pensando mais nos usuários jovens e adultos, Nilsen e Morkes propõem algumas características que uma página da WEB precisa apresentar para ser efetivamente lida e pesquisada:

  • palavras-chave realçadas (links de hipertexto, tipo de fonte e cor funcionam como realce);
  • sub-títulos pertinentes (e não "engraçadinhos");
  • listas indexadas;
  • uma informação por parágrafo (os usuários provavelmente pularão informações adicionais, caso não sejam atraídos pelas palavras iniciais de um parágrafo);
  • estilo de pirâmide invertida, que principia pela conclusão;
  • metade do número de palavras (ou menos) do que um texto convencional.

A credibilidade é importante para os usuários da WEB, porque nem sempre se sabe quem está por trás das informações nem se a página pode ser digna de confiança. Pode-se aumentar a credibilidade através de gráficos de alta qualidade, de um texto correto e de links de hipertexto apropriados. É importante colocar links que conduzam a outros sites, que comprovem que há pesquisa por trás e que dêem sustentação para que os leitores possam checar as informações dadas

Motor de pesquisa ou ferramenta de busca: é um programa desenhado para procurar palavras-chave fornecidas pelo utilizador em documentos e bases de dados. No contexto da internet, um motor de pesquisa permite procurar palavras-chave em documentos alojados na world wide web, como aqueles que se encontram armazenados em websites.

Os motores de busca surgiram logo após o aparecimento da Internet, com a intenção de prestar um serviço extremamente importante: a busca de qualquer informação na rede, apresentando os resultados de uma forma organizada, e também com a proposta de fazer isto de uma maneira rápida e eficiente. A partir deste preceito básico, diversas empresas se desenvolveram, chegando algumas a valer milhões de dólares. Entre as maiores empresas encontram-se o Google, o Yahoo, o Lycos, o Cadê e, mais recentemente, a Amazon.com com o seu mecanismo de busca A9 porém inativo. Os buscadores se mostraram imprescindíveis para o fluxo de acesso e a conquista novos visitantes.

Entre para postar comentários

Calendário (2)

« Maio 2018 »
Seg. Ter Qua Qui Sex Sáb. Dom
  1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 31      
Visitantes
1311
Artigos
91
Ver quantos acessos teve os artigos
175169

Boletim Informativo

Certifique-se de que você não perca acontecimentos interessantes ao se juntar ao nosso programa de newsletter.

Contacte-nos

Entre em contato conosco para mais informações

Linha direta: (84) 3232-6231

Email: ifesp@ifesp.edu.br

 

Junte-se a nós...

Nós também estamos nas redes sociais. Síga-nos!